são paulo dia 1 ou eu não sou daqui

segunda-feira de manhã são paulo cinza. gente que já se apressa pra chegar sabe-se lá onde. no contratempo dos paulistanos, vou devagar observando e lendo as placas, apostando que meus olhos e andar vacilante denunciam a falta de intimidade. para o sono um café, para a caminhada um ipod,para a friaca um cachecol. primeiro dia e são paulo é como um cara legal que você conhece por acaso na mesa de um bar. um flerte discreto. tenho vontade de entrar no metrô e descer em qualquer lugar. estou aqui e sozinha. com lenço no pescoço e documento na carteira, caminho por um longo dia entre ruas que para mim são quase celebridades. pés cansados no all star surrado, alguma dificuldade pra respirar,faço uma pausa na livraria cultura. poesia salta aos olhos: leio meia dúzia de haicais de keroac e tiro um cochilo na poltrona. não posso esquecer de encontrar a rua lisboa, é lá meu primeiro destino. do meu quase sono ouço gringos conversando atrás das prateleiras. tenho a estranha mania de querer falar com estranhos ou sorrir para os transeuntes que passam sem ao menos me enxergar.

trilha sonora do dia: 

Anúncios

Um comentário sobre “são paulo dia 1 ou eu não sou daqui

  1. Viva a cidade de pedra! Você podia variar entre a Fenac e a Livraria Cultura, as vezes o Itaú Cultural e um dia talvez a biblioteca ali em baixo do prédio do Sesi……….tudo na mesma região…………Também é legal ficar uma hora parado ali no marco zero da praça da Sé, tipo no meio da tarde. Garanto que você vai ver um mundo que não conhecia…..hahehaehaheah……..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s